quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Foto: Najla

Sempre me interroguei sobre as memórias de cada casa em ruínas. Que histórias nos contam, quantas lágrimas sentiram ou gargalhadas ouviram. Que sentimentos guardam nas suas pedras. Que segredos, que cantos e contos.

E tu, janela, quantas vidas viste passar? Quantas vidas viste abalar? Quantas vidas viste regressar?

10 comentários:

Miss Strawberry disse...

Curioso...essas ideias também já me passaram pela cabeça milhares de vezes...

Vício disse...

quando ela te responder, contas-nos? :)

Paulo Lontro disse...

Terás tantas respostas quantas a tua imaginação te quiser dar.

:)

spritof disse...

ohhh... se te contasse nem acreditavas...
;)

Paula disse...

Crianças a brincar lá fora...
Um cão a ladrar...
Uma andorinha à procura daquele cheiro maravilhoso...
Uma avó preocupada...
Um pai sem vontade de ir trabalhar a terra...
Muitas vidas... muitas histórias... muitas almas!

Beijocas aromáticas***

Tatiana disse...

Em alguns momentos somos como as casas em ruinas... Tenmos um nós tantas histórias.Pela janela de nossos olhos passaram tantas vidas... E continuamos marcando a história de nosso destino!

Um beijo carinhoso

entremares disse...

E elas, se nos observassem, o que diriam?

Quem são estes que nos visitam, o que sentem quando nos contemplam?

Beijos.
Rolando

spritof disse...

Aposto que andas a imaginar as histórias que essa janela viu passar... e ainda nem tiveste tempo de terminar...
;)

Osga disse...

Regressar só se for do além !! :D

TT disse...

Se soubesses não podias imaginar ;)