segunda-feira, 29 de junho de 2009


"Há tanta solidão no movimento deste mundo que a sentimos nas agulhas de um relógio."

Bukowski

6 comentários:

vício disse...

e se for digital...

Tatiana disse...

A mais pura verdade!

Desejo uma semana repleta de dádivas para você!

Beijos carinhosos

najla disse...

Vicio, a frase ficaria mais ou menos assim: "há tanta solidão no movimento deste mundo que a sentimos nos digitos de um relógio"...mas não soaria tão bem!

najla disse...

Tatiana, obrigada e volta sempre.

Freyja disse...

Cara najla,


Será por isso que não temos tempo? Ou será por isso que temos tempo a mais?
Ou será o relógio mais um "lugar comum"?

A solidão que se sente nos ponteiros do relógio, dizem, enlouquece...


E como sou uma novata por aqui, por aqui me fico.


Regards,

najla disse...

Freyja, bem vida.
Apesar dos dias terem as mesmas 24 horas, o que é certo, é que nos dias de hoje, parecem ter muito menos o que temos para fazer em muito mais. A solidão dos ponteiros do relógio não só enlouquece como destroi. E cada hora que passa e a cada dia, nos sentimos mais sozinhos. E pior, realmente fazemos por isso.