segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A semelhança entre esta história e o resultado destas eleições

Todos os dias, ou na vinda para o trabalho ou no regresso a casa, encontrava no caminho, um senhor todo vestido de preto, de bicicleta. Esta, já muito velhinha, trazia uma caixa, também ela apresentando desgaste.
O senhor fazia o caminho para a cidade, sem colete reflector e sem que a bicicleta também tivesse algo que reflectisse. Isto provocava muitas vezes, num caminho de má visibilidade e de algumas curvas, encontros desagradáveis, tendo os automobilistas muitas vezes, de sair da faixa de rodagem para não lhe acertar. Outras vezes, já mesmo muitas, o dito senhor fora obrigado a ir parar à valeta pois no cruzamento entre dois veículos (sendo a estrada estreitíssima) ele não cabia, obrigando a travagens forçadas, até mesmo perigosas. Claro que eu própria já apanhei valentes sustos à conta de ser surpreendida por este senhor.
E isto repetia-se todos os dias, fosse de dia ou de noite, estivesse céu limpo, a chover ou nevoeiro, o que implicou uma queixa formal às autoridades locais, de um dos automobilistas.
Ora, vindo eu como sempre para o trabalho, vejo ao longe uma pessoa a pedir boleia. Nunca dou boleia mas como reconheci o tal senhor da bicicleta, decidi quebrar a regra. Lá fomos e no meio da conversa, lá me disse que ia à cidade, comprar uma roda nova para a bicicleta. Aproveitando a coisa, reforço a ideia de que ele deveria andar melhor sinalizado, incluindo a bicicleta. Claro que levou logo com uma data de sustos que já me fez passar, ao que concordou em mudar.
Ao fim de dois dias, reencontro o senhor na sua bicicleta. Continuava a vestir-se de preto, sem colete reflector, no meio da faixa de rodagem....mas com uma alteração: colocara um pequeno reflector, ligeiramente maior que uma moeda de 2€, na caixa que trazia na bicicleta.

11 comentários:

vício disse...

era do tamanho de 2 euros e 50?

najla disse...

Vicio, sim...do tamanho dessas moedas!!! eheheh

Lize disse...

:P Eu acho que um bom título para um post sobre as eleições é aquele do post antes deste: "Se lhe acertar pode ser que melhore". Olha, com o Bush resultou, pouco tempo depois saiu de lá ;P

najla disse...

Lize, também, também...Mas com o Bush era mesmo de torpedo!

PAULO LONTRO disse...

Só espero que um dia ele não venha a colocar os reflectores no gesso !!!

TM disse...

Talvez se lhe deres boleia mais vezes....

najla disse...

Paulo, se algum dia isso acontecer, espero que isso seja o pior que lhe possa suceder....

TM, só o vi pedir boleia 1 única vez! ;)

NI disse...

É um homem de convicções.

:)

spritof disse...

vá... mentalidades levam tempo a mudar... o homem ainda está noutro tempo...

Um susto... é o que ele precisa.



Uma vez uma serra, curva contra curva em que as rectas não tinham mais de 20 a 30 metros, arvoredo denso, noite sem lua cheia e estrada sem candeeiros, apanhei um tipo de preto e chapéu preto, a pé, na minha faixa e de costas para mim a andar meio torto (pelo andar estava bêbado). Desviei-me à última e porque não tinha luzes contra mim (ou seja, não vinha nenhum carro em sintido oposto) e foi por pouco que não lhe acertei... apanhei um susto daqueles...
...o que vale é que ali não dá para grandes velocidades.

Nelson Soares disse...

Usam-se pequenos gestos para criar a ilusão de grandes mudanças. Por vezes porque não se pode mudar, outras porque não se quer e outras ainda porque o mundo não está receptivo a essa mudança (interpretem-se as três hipóteses na sua dicotomia)...


Foi assim que resolvi aquele que achei um desafio muito interessante e inteligente...


Estive mais ou menos? xD



Stay Well

najla disse...

NI, sim, isso sem dúvida!

Spritof, sustos realmente ele dá-nos, agora ainda não percebi se ele algum dia teve noção do perigo ou apanhou algum cagaço valente...fica para lhe perguntar na próxima boleia.

Nelson, do melhor! 5 estrelas!

Beijos