terça-feira, 7 de julho de 2009

As minhas riquezas

Ontem, fui fazer 2 exames: ecografia mamária e mamografia.
O primeiro exame já o conhecia. Agora o segundo exame, confesso que fiquei um pouco escorçoada quando li na requisição...normalmente são mulheres de mais idade (mais que a minha!) que a fazem.
Mas adiante!
Quando entrei no cubículo para fazer a mamografia e perante a minha ignorância em-que-posição-devo-me-meter, lá me esparramaram a mama. Ou melhor, espremeram, achataram, comprimiram...as minhas "riquezas"!
Mas adiante!
Passo a outro cubículo e entre o apalpa-esquerda-apalpa-direita, diz-me o médico que a comichão que sentia era....excesso de lavagem! Ah pois!
E perante o meu relatório de lavagens, diz-me num tom muito seguro, de óculos na ponta do nariz, que "lavar faz mal à pele".
E eu ainda reforcei que talvez faltasse o "lavar em excesso faz mal à pele"! Mas não! Era mesmo a lavagem! "diga-me para que toma banho todos os dias?"
E claro, perante o meu silêncio (digo-vos, naquele momento nenhuma imagem, palavra ou reacção me passou pela cabeça!), o dr. ainda arrematou: "a maminha não transpira"!
Comé que é? A maminha? Ele chamou à minha riqueza "maminha"? E não transpira?
Mas adiante!
Passo novamente ao primeiro cubículo, pois tenho de repetir o exame. Aaaahhhhh nããããoooo! Vão-me espremer novamente a ...a..."maminha"? Também não é assim tão...."maminha"!
O dr. acalma-me: "repetimos o exame apenas porque quero ver melhor, não é nada alarmante. Mas como você é muito jovem, o peito não toma a forma mais adequada para o exame"...
Eu acho que ele se referiu à forma do tipo "de batata a murro", ou "de maçã demasiado cozida".
Mas adiante!
E depois de 1 hora e meia de exames, onde já andava à vontadinha pelos corredores descascada da cintura para cima (sendo que a minha sorte talvez fosse a acompanhante me dizer "já pode vestir-se", caso contrário iria para a rua assim), lá saí, sentindo-me como se tivesse saído de um espremilhão enorme, com as minhas "maminhas" (isto continua a não me soar muito bem, mas o.k., é mimoso, ligeiro) a desejarem um pouco de descanso.
A julgar pelo amasso que levaram, as minhas "riquezas" vão ficar de quarentena!

11 comentários:

vício disse...

acho que entendi!
sendo tu ainda jovem ele queria ver de novo... pelos vistos está habituado a ver "maminhas" mais velhas :D

najla disse...

Olha....não me tinha passado isso pela cabeça...mas nãããããããã! Havia lá, pois...muitas senhoras idosas...mas nãããããã.

Anónimo disse...

Eu só pergunto, quem não têm maminhas como faz o exame?
Eu tenho, mas da primeira vez ía ficando sem elas; mas é de fazer todos os exames!!!
:)

Naft

najla disse...

Naft, bem vinda. Os exames de facto são muito importantes mas realmente há exames muito...prensados!

Ana Oliveira disse...

Najla

Estou contigo! Voltamos de lá com a sensação de que nada voltará a ser o que era...
Essa da comichão já conhecia...na pele, ele há gente com a mania das limpezas!!!
E tiveste sorte, na minha 1ª, o doutor (talvez cansado de encontrar problemas sérios) disse-me desabridamente: "OH minha senhora isso é banha...não é nodulo!" Entre a vontade de lhe chamar um nome feio e de lhe saltar ao pescoço de alegria, contentei-me em sair com as pernas a tremer de alivio.


Beijos

Ana

Lança disse...

hum... pois... vou ali e já venho! :D

kris disse...

excesso de lavagem??bem, sabia que não lavar podia dar comichão..agora lavar ???lolol..cada uma.
ainda bem que as tuas maminhas - riquezas estão de saúde, é o que se quer!!!

beijo

PaulaPan disse...

looooooool
imagino o k as tuas riquezas aka "maminhas" (para o sr. dr.) tenham sofrido xD

najla disse...

Ana, este até foi simpático....


Lança, volta sempre ;)

najla disse...

Kris, se estão bem ainda não sei. Saberei hoje....

PaulaPan, não imaginas não. Mas daqui a uns aninhos irás saber. Aquilo é quase uma tortura. Só deixam de apertar quando doi...imagina!

Miguel disse...

Um post giro!

Estas pequenas histórias da vida têm sempre um lado engraçado para serem olhadas.

É fácil perceber que há quem não tome banho todos os dias... custa é a entender isso. Mas se o medico diz...