quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Ok...entendi!

(esta foi a única foto que achei que combinava com o texto!)


Este fim-de-semana, os meus pais receberam a visita de amigos. De um deles, só desta vez conheceram a esposa. A senhora, gravidíssima de 7 meses e já com 2 filhas, recebeu-me com um aperto de mão.

Depois de uma conversa informal de cerca de 15 minutos, comecei a ficar enjoada de tanto snobismo (acho que isto se escreve assim!). Mas lá tive de fazer a minha parte.


Falámos de crianças....as dela eram as melhores!
Falámos de colégios...estavam no melhor!
Falámos da crise que afectava a maioria dos portugueses...não sentia na pele!
Falámos de gastronomia...a empregada é que tinha essa preocupação!
Falámos da correria e stress do dia-a-dia...o que é isso?



Às tantas pergunto-lhe qual a profissão:
- Sou esposa de um médico!

7 comentários:

aoutrarua@gmail.com disse...

Bem!!! Não há pachorra para aturar alguém assim! E se fosse mulher de futebolista? Nem devia sentir a chuva não? Ou a que a molhava também era topo de gama?:-D

najla disse...

Aoutrarua, de facto foram 15 minutos de pura agonia!

PAULO disse...

Ora era mesmo o tipo de mulher que estavas a necessitar de ter como visita ...

najla disse...

Paulo, nem imaginas como...gente interessante que às vezes aparece! eheheheh


Mas no fundo só tenho uma duvidazinha: "mulher de médico" faz descontos ou foge ao fisco?

Noiva Judia disse...

Não me importava de ter a vida dela. Significa que pelo menos, não tem de contar o dinheiro todos os meses, como eu, para poder pagar as contas e poder ter direito a algum divertimento, mas em termos de personalidade, deve ser das pessoas mais secantes e enfadonhas que existem.

Vício disse...

e mainada!

paddy disse...

Pff, essas pessoas são tão irritantes. E o pior é que se devia envergonhar de viver à custa do marido em vez de se andar a armar em snob por isso.