quinta-feira, 30 de abril de 2009

Sinto, apenas


Sinto-te longe. E sinto-me perdida.
Sinto que o teu corpo não procura o prazer do meu.
Sinto que o teu beijo não tenta saciar-se nos meus lábios.
Sinto que o teu olhar já não é mais meu.
Sinto que a tua procura, cessou.
Sinto que aqueles momentos de riso, foram trocados por uma feição muda.
Sinto que as tuas mãos não anseiam o meu toque.
Sinto que o teu pensamento já não me é fiel.
Sinto que o amanhã não nascerá e que os ponteiros do relógio andam ao contrário.
Sinto que sinto tamanha tristeza por sentir o que já não sentes.

8 comentários:

vício disse...

tu sentes bué!

najla disse...

eheheheh, gostei do "bué"...
beijos

M disse...

Não gosto de sentir esses sinto... :(

Tatiana disse...

Sentir assim dói e muito!

Vim apreciar e aproveitar para lhe desejar
um belo feriado e um fim de semana maravilhoso!

Beijos com meu carinho

Leandro de Assis disse...

Ou seja, tudo terminou!
Infelizmente é assim...
Ainda bem que nunca mais senti nada disso rs
abraço.

entremares disse...

Sabes ?
Não há longe nem distância.
Mas isto sou eu a falar, fora desses pensamentos.
Quem está fora, estranha.
Mas o poeta é assim, finge.
E sofre, fingindo sofrer.

Espelho meu disse...

Concordo com a M...

Isso é de agora ou é mais um poema encontrado no fundo do baú?...
Apesar do conteúdo, não deixa de estar lindo, mas espero que já fora do prazo... :)

Beijo grande miga e Feliz Dia da Mãe (atrasado umas horas)* :D

Dry-Martini disse...

Sinto um texto muito sentido. Mas muito verdadeiro em todos os sentires

XinXin