terça-feira, 25 de novembro de 2008

Amor Platónico II


Conheci-te sem saber e entranhei a tua personalidade nos meus sentidos. Corre-me nas veias o mesmo desejo. Um olhar bastou, um abraço foi insuficiente e um beijo impossível. Tornei-me dependente da tua mente, da tua sabedoria, do teu olhar, do teu desejo….

Penso em ti todos os momentos. A tua presença não me permite descansar nem ser fiel…nem em pensamento nem em corpo. Sonho com mais um beijo, com um momento apenas.

Revejo momentos nunca antes acontecidos e desejo mais. Desejo que se concretizem e que se perpetuem por muitas vezes.

Longe tocaste-me nos meus seios, na minha carne fraca e sedenta de ti…penetraste no imaginário e realizamos juntos desejos e fantasias por nós ambicionadas. Tornaste os meus pesadelos em suaves momentos de prazer e de tortura desejada. Ambicionei mais e quero mais.

Julguei sentar no teu colo e unir corpos que segregam e transpiram desejo e não conseguem suportar mais a plenitude dos desejos.

As almas gémeas unem-se finalmente e deliciam-se com desejos e suspiros desejados…….e nunca concretizados. Apenas fica isso…o desejo de concretizar e a felicidade de conseguir um dia……..

9 comentários:

aoutrarua@gmail.com disse...

:-)

Ervi Mendel disse...

Quando comecei a ler ainda estava meio a dormir, mas quando houve a penetração no imaginário despertei de imediato :)

PAULO LONTRO disse...

Platónico...? :)

Anónimo disse...

Já me aconteceu...é terrível e bom ao mesmo tempo...
Ricardo.

Lize disse...

Nunca tinha comentado o teu blog apesar de já o seguir à umas semaninhas, mas hoje resolvi fazê-lo porque tens um desafio no meu blog :)
Quanto ao texto... demais :)
Beijocas

Vício disse...

isso passa quando deixar de ser platonico!

najla disse...

Aoutrarua, ;D

Ervi, de vez em quando escrevo textos para "despertar"....lol

Paulo, sim...platónico!

Ricardo, sim, sem dúvida! E a consciência nestas alturas não deveria existir!

Lize, bem vinda! Obrigada pelo desafio! ;D

Vicio, pois....às vezes as coisas resultam por isso mesmo: são platónicas!!!! lol

Nelson A. Soares disse...

Adorei. O conflito entre a consciência e o sentimento é algo poderoso. É talvez aí que mais nos apercebemos da nossa condição humana: balançamos entre o bem e o mal sem saber muito bem qual é qual...



Stay Well

najla disse...

Nelson, bem vindo. Acredito que seja nesse balançar, nesse intermédio que por vezes a vida toma intensidade....sem exageros, de modo a espevitar um pouco a alma e o ego.
Beijos