segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Para quem sentiu a minha falta


"Para os erros há perdão;
para os fracassos, chance;
para os amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma.
O romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você.


Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."


Luís Fernando Verissimo

7 comentários:

Anónimo disse...

Simplesmente fantastico!

PQI

Anónimo disse...

ah...mas n senti a tua falta Piteca! mas o texto é lindo. Nem sei como encontras essas coisas...lololol

aoutrarua@gmail.com disse...

:-)
lindíssimo. Cai q nem luva para estes lados ;-)

PAULO LONTRO disse...

Eu, sinto a tua falta !!!

Nikky disse...

Aoutrarua, divides comigo? ;)

Najla, eu sabia que ias gostar do Luís Fernando Veríssimo... :)

aoutrarua@gmail.com disse...

Divido, pois! ;-)

najla disse...

PQI, não sentes não...

Aoutrarua, enche-nos a alma!

Paulo, ;)

Nikky, este texto foi-me enviado pela PQI. E eu dediquei-o a "quem sente a minha falta"... é um texto lindissimo!!!!!!