segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Papão


"Oh papão
Sai de cima do telhado
Deixa dormir a menina
Um soninho descansado"

Sempre foi assim que imaginei o papão cantado pela minha avó!

11 comentários:

Vício disse...

e agora? como é que imaginas o papão?

najla disse...

Vicio, como disse "sempre foi assim que imaginei o papão". Da mesma forma. Um vulto, escuro, sombras....algo que não se vê...mas tá lá!

Nikky disse...

Assim, invisível? :)

najla disse...

Oh Nikky...era assim como que a modos escuro...uma sombra que andava por cima do telhado. Não tinha rosto. É pá, que queres...a imaginação é assim! eheheh

pensamentosametro disse...

O papão pode ter muitos rostos.


Bjos


Tita

PAULO disse...

Os papões são tão reais como as fadas madrinhas.
Os primeiros fazem-nos bloquear com medo que eles apareçam as segundas fazem-nos bloquear porque estamos à espera que apareçam.
Na língua portuguesa há duas palavras que representam exactamente estes dois tipo de personagens que constantemente nos fazer ficar imóveis “a ver a vida passar” quando queremos muito alguma coisa.
As palavras são o “mas” e o “se” , fujam delas a sete pés !!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Primeira visita!

Qdo era criança e fazia alguma peraltice, minha mãe dizia: se fizer de novo o papão vai te pegar.
Até hoje não sei como é a cara do papão.

Gostei do seu blog.


beijooo.

@me@@@ disse...

CONCORDO COM A PERGUNTA DO VICIO: E AGORA COMO É QUE IMAGINAS O PAPÃO, SE É QUE AINDA ACREDITAS NELE?

najla disse...

@me@@@, hoje já não acredito em papões (apesar de os haver e bem reais!). Mas continuo sempre a ver o MEU papão com a mesma imagem de quando era menina. Era algo sem rosto, apenas um escuro, um vulto. Nunca percebi se era gente. Mas que andava em cima de um telhado, isso andava!
Beijinhos

najla disse...

Pelos caminhos da vida, seja bem vinda!
Bj :)

nagareboshi disse...

ah quando eu era pequena na minha rua passava todos os dias um homem com um carrinho de mão que tinha um ferro-velho e apanhava metal...o meu irmão dizia-me que ele era o papão e que o carro era para levar os meninos e sempre que o via paralisava de medo :S