sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A força da natureza

Foto: Najla

Ontem, ao sair do trabalho, reparei na trovoada ao longe. Pensei cá para mim "Ah e tal, pode ser que estejam mais longe do que aquilo que eu estou a ver e chegue a casa sem problema." Mas como sou uma expert em medições, alcances e tretas de metros e quilómetros, eis que, ainda nem a meio do caminho, apanho com a descarga das tais nuvenzinhas. Para além de ter de ir a 20/30 km/h, com um carro à minha frente e outro atrás, o granizo era tanto e tão grande que julguei que os vidros se partissem ou simplesmente que iria ficar com o carro completamente amolgado. E não podia proteger-me debaixo de nenhuma árvore porque os relâmpagos e trovões estavam mesmo em cima de nós e toda a berma não se conseguia ver, visto estar completamente inundada. Foram 15 minutos de terror, onde (juro-vos!) tive muito, mas mesmo muito medo. Deixei de ter rede e a única solução era continuar, muito devagar, de piscas ligados e pedir aos santinhos que me protegessem e que nenhum raio me caísse em cima ou que nenhuma pedra de gelo me partisse o vidro.

E quando chego à minha aldeia, era o desconsolo. A trovoada tinha passado por lá e tinha deixado a povoação muito mal-tratada.
E eis que vos deixo uma imagem de um barranco que encheu nesses 15 minutos. E nós, simples seres humanos, ainda tentamos muitas vezes fazer frente à força da natureza! Só mesmo nós...

7 comentários:

Nina disse...

:(
Cenário devastador!
bji

Vício disse...

e para que é que tu querias uma rede?
o granizo ia passar pelos buracos dela...

não fiques preocupada com o caso das medições porque é normal nas mulheres baralharem-se em medidas...

najla disse...

Nina, sim...foi mesmo e muito assustador!

Vicio, claro que voces, homens, em caso de aflição como são muito machos, não precisam de telefonar a ninguém e quando falo em rede, nem te passa pla cabeça que estou a falar de cobertura de rede de telecomunicações. Mas verás que nenhuma mulher me perguntará sobre a rede....mulher que é mulher telefona! :)
E qt às medições, aí é que tu te enganas. As mulheres só se baralham com medidas que não lhe interessam...ehehehh

Paula disse...

A força da natureza é mesmo devastadora... é mais forte que o homem!

Beijocas doces***

Serge disse...

a natureza é um fenómeno imprevisível ;)

bj doce

coisasdacleo disse...

Me - do!

TM disse...

Só de ler a descrição mete medo....
Espero que nada de muito grave tenha acontecido....